Todo homem tem a sua porção mulher?

Já faz um tempo que o ano na moda inicia-se com as temporadas de desfiles masculinos nas grifes internacionais. Em janeiro, ocorreu uma porção – Paris, Milão, Londres e a Piti Uomo – feira que reúne em Florença o que há de mais legal  e atual para o consumo masculino.

As referências desfiladas nesse início de ano foram muitas. Recomendo fortemente a leitura do post feito pela Patrícia e Vivian para a Tendere, pois elas conseguiram fazer um super resumo das principais tendências, e o mais interessante, interpretadas já para o mercado de moda nacional (quem quiser ver o post e´só clicar aqui).

Mas o que mais chamou a atenção e deu o que falar foi mesmo o desfile da Gucci em Milão…

A  já decana diretora criativa da Gucci, Frida Giannini, com aviso assinado, abandona ainda mais rápido a grife italiana e às vésperas do desfile, vésperas mesmo, como a cumprir um Project Runway, Alessandro Michele (antigo diretor de acessórios da mesma marca) assume a direção e produz uma coleção em uma semana.

Apesar desse gostinho de enredo de aventura que mais agradaria aos reality shows da vida, o que mais chamou a atenção mesmo foi mesmo a roupa (viva!!!). Alessandro, já no release, avisa que não iria se preocupar com silhuetas e sim com atitudes… Opa, e em atitude corajosa coloca meninos e meninas desfilando silhuetas de uma androginia sem igual!!!

gucci-inverno-2015-masculino-diretor-criativo-300x200

190115-gucci-m-oi-1516-01 190115-gucci-m-oi-1516-02

gucci-inverno2016-milanmen-4-654x981gucci-inverno2016-milanmen-13-654x981

Em gravatas, lenços, silhuetas longilíneas e  jabôs, coloca espécies de dândis modernos a confundir gêneros e certezas. Deu o que falar! A imprensa de moda a se apoderar de discursos super contemporâneos e importantes, que consideram ser as fronteiras antes tão delimitadas entre os gêneros como coisa do passado, já se adianta a dizer que esse seria o mais novo da moda.

E com um cheirinho de passado, celebramos meninos e meninas que podem sim se divertirem e trocarem de roupas, sem maiores pudores…

marlene3

Marlene Dietrich, uma dândi imortal!

 

jules2

Cena de Jules e Jim, clássico de François Truffaut, de 1962 que já retrata esse resgate da androginia de início do século, tão típico dos anos 60…

Jean-Pierre LÉAUD

Jean- Pierre Léaud, galã do mesmo filme e da Nouvelle Vogue de mesma época.

download

Twiggy, precisa legenda??? A cara dos anos 60!!!

3

Foto de época, porque moda é rua!!!

Como a confirmar Susy Menkes que em seu Instagram decreta ser esse o ano do homem na moda, eles desfilam em nem tão novas silhuetas, mas reivindicaram novidades, como as mulheres que também naqueles velhos idos reclamaram e continuam reivindicando, a possibilidade de viverem novos papeis socais!

Um viva à capacidade que a moda e a roupa têm de passar importantes mensagens!!!

E pra terminar e inspirar, nada melhor do que ouvir uma bela música, não?! Clique aqui para aprender com o sábio Gilberto Gil!

Beijos e até mais!

(por Fernanda Junqueira)

Compartilhe nas Redes SociaisShare on FacebookPin on Pinterest

About Author

Fernanda Junqueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Ir para o topo