Democracia e Sustentabilidade como valor no consumo de moda atualmente

Por esses dias, o Facebook compartilhou uma lembrança em minha linha do tempo. Era uma foto de anos atrás, minha e da Tatti, de quando inauguramos a Entrelinhas Consultoria. Estávamos gravando um dos nossos primeiros vídeos, para apresentar a empresa e o trabalho que realizávamos.

img_0230

Entrelinhas Consultoria em seus primeiros passos.

Fiquei a pensar sobre o montão de coisas que aconteceram e mudaram desde aquele tempo (os visuais, claro, foram os primeiros!!! rsrsrs). Mas também pensei em tudo que permaneceu e que já estava presente lá e que nem sequer nós sabíamos.

Me refiro à Entrelinhas Garimpô. Apesar da loja não estar de ‘portas abertas’, já existia!!!

Vivia em meio ao meu guarda-roupa e acervo de cultura de moda, na expertise da Tatti em resolver processos e estratégias comerciais, na sensível arte de garimpar, nas criativas produções que fazíamos quando visitávamos os guarda-roupas de nossas clientes, em cada um dos materiais personalizados que elaborávamos para cada uma delas, em cada peça perdida e parada no guarda-roupa que dávamos tantos outros significados e novos usos…

Enfim, o mote da DEMOCRACIA e SUSTENTABILIDADE em seu estilo desde sempre existiu. Era mesmo encarnado em nós duas.

Consultoras de Imagem que sempre acreditaram que a beleza e tudo que dela faz parte deveria ser vivenciada por mais de meia dúzia de mulheres, afinal, eram nós mesmas representantes dessas outras tantas mulheres que sem grandes créditos na conta bancária, e sem perfis padronizados, éramos belas.

Consumidoras de moda que sempre reconheceram o valor dessa cultura, das trends, das marcas, mas que na impossibilidade do luxo, sempre recriaram formas criativas e sustentáveis de obtê-las e usá-las, única e exclusivamente, ao nosso favor.

Enfim, antes de empresárias, éramos consumidoras de moda. E suas possibilidades de democratização, de estilos, roupas, tendências, vivenciávamos em nossas práticas cotidianas.

Tudo, então, faz muito sentido ao observar os padrões de consumo modernos, ao ler bibliografias acerca da Moda e Sustentabilidade…

Experiências tem sido feitas para a instituição de um processo de criação e produção mais sustentáveis: do estabelecimento de jornadas e salários mais humanos e dignos para os trabalhadores do setor têxtil ao uso de materiais menos nocivos ao meio ambiente… O caminho é longo e urgente!

Mas o que fica mais latente é que a real transformação só mesmo se dá quando se estabelece novas formas e relações de consumo. É ele, o consumo de moda, o grande transformador da Cadeia, pois é somente quando estabelecemos novos padrões que rompem com a cultura do descartável é que realmente fazemos a diferença nesse mundão. É por isso, que iniciativas internacionais como o Fashion Revolution são tão importantes, pois elas permitem o questionamento dessa cultura e a possibilidade de sua transformação.

E é mesmo por essa razão que a Entrelinhas Garimpô é uma empresa transformadora, ao produzir status e valor para a roupa usada, ela proporciona e indica novos caminhos para o consumo de moda e para a construção dos estilos femininos na contemporaneidade.

Temos muito amor a esse projeto e o enxergamos como catalisador de outras tantas e novas experiências e empresas, transformadoras e sustentáveis da Moda!

frame-desfile-02

Festa de lançamento da Entrelinhas Garimpô

democracia-e-estilo

www.entrelinhasgarimpo.com.br/loja

Vida longa à Entrelinhas Garimpô e às novas iniciativas sustentáveis para a Moda!!!

(Por Fer Junqueira)

Compartilhe nas Redes SociaisShare on FacebookPin on Pinterest

About Author

entrelinhasconsultoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Ir para o topo