De Y a Z, a relação que as novas gerações tem com a roupa de trabalho

Parece até “música de uma nota só” dizer que as novas gerações têm mudado o dress code das grandes empresas, que a tal da geração Y não relaciona-se bem com limitações e regras impostas ao que veste, pensa e fala…

Por mais batido e cansativo que o assunto possa me parecer, é fundamental que o Entrelinhas em seu mês dedicado ao Trabalho e Vestimenta Profissional reflita sobre tema tão controverso e mal compreendido (ao nosso ver), tanto por determinadas empresas como também por diversos profissionais.

Fato é que essa tal de geração chamada Y (os que nasceram após os anos 1980) já ocupa cargos importantes e numerosos nas grandes empresas e que, na sua quase irredutível cruzada contra o formalismo, já aboliu por muitas partes ternos, gravatas e  até calças.

Com certeza a pergunta ecoa – Calças??? Sim, as Calças!!!

Já há por aí diversas empresas que adotam as bermudas como uma espécie de uniforme de trabalho… Em meio a uma série de restrições – não pode bermuda de time de futebol, tantos dedos acima do joelho, sem estampas de coqueiros (rsrsr) e por aí vão; também a uma outra série de demarcações como empreendimentos em áreas mais modernas como tecnologia, comunicação e publicidade… Já assistimos por aí, nas grandes cidades, muita gente a vestir dobradinhas casuais como bermuda e tênis e /ou bermuda e camiseta para passar um árduo dia na  lida.

size_810_16_9_newcomm-bermuda

Foto de funcionários da Y&R, do grupo Newcomm, que adotaram a bermuda como vestimenta de trabalho. Retirada de matéria da Exame sobre mesmo tema. Para acessar o site é só clicar na imagem.

bermudamentos

Série de engraçadas e incoerentes regras adotadas pelo movimento online Bermudas Sim, coletivo surgido no calor carioca que já conta com mais de 17 mil seguidores.

A questão aqui não passa por nosso gosto pessoal, e sim, em pensarmos a respeito dessa nova realidade e no modo como a Consultoria em Imagem Pessoal e Profissional  pode ser uma ferramenta fundamental, tanto para as empresas como para os  seus jovens ou nem tão jovens funcionários. Pois é mesmo o nosso serviço que, se bem feito, pode servir como interlocutor e intermediário na construção desse novo dress code pós-moderno.

Explico melhor. Em inúmeros estudos, reportagens, palpites e afins sobre os tais Y há sempre a constante fala de que se trata de uma geração que tem muita dificuldade em se relacionar com regras e situações que lhe são impostas. Todos os entendidos e não entendidos do assunto explicam que não é que esses jovens não aceitem regras, mas fazem sim questão de participar de suas construções e discussões.

Eis aí que entra o tão relevante serviço que nós aqui do Entrelinhas somos portadoras: como profissionais da imagem intermediamos e interpretamos essas tão diferentes necessidades e desejos, auxiliando profissionais e empresa a aperfeiçoarem uma imagem que seja sim libertadora, mas ao mesmo tempo adequada ao ambiente de trabalho.

Tem de entender de gente, de moda, de comunicação, de sentimentos, de história, de jovens, de velhos… Não dá pra ficar só no pode, não pode; no certo e errado, pois assim não há Consultoria que dê conta do recado.

E pra quem acha que os Y(s) já esgarçaram por demais o dress code contemporâneo, preparem-se, pois aí vem a geração Z (os que nasceram após os 2000) !!!

Os estudos e agências ainda não conseguem a definir muito bem, enxergam características semelhantes à Y, mas também diferenças. Eu, que não sou nenhuma especialista no assunto, a vejo quase todo dia,  pelos corredores de colégio onde dou aula, no banco de escola, com seu jeans e shortinhos a arrastar os seus chinelos de dedo…

Entre olhares de colegas contrafeitos e de adolescentes desafiadores fico imaginando o mercado de trabalho daqui há alguns anos. O “patrão” a indagar: – Isso são modos? E o jovem funcionário, como a uma bossa antiga de Carlos Lyra, a responder: - É o descanso do guerreiro/Que merece ter todo trabalhador…

E mais um viva à Consultoria de Imagem que nos deixa mais bonitos, felizes e apropriados ao nos vestirmos para o trabalho!!!

Por hoje é só,

Beijos!

(por Fer Junqueira)

Compartilhe nas Redes SociaisShare on FacebookPin on Pinterest

About Author

Fernanda Junqueira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Ir para o topo