A roupa perfeita para o verão é mesmo a roupa curta?

Recentemente a Entrelinhas Garimpô lançou um desafio: montar uma campanha de verão que não fosse óbvia, nem piegas. Pensei e pensei por qual caminho poderíamos seguir…

O caminho mais fácil era eleger meia dúzia de produtos que tínhamos na loja e martelá-los por esse mês de janeiro em posts, looks, publicações rápidas, demoradas e etc.

A solução encontrava logo de cara dois problemas: todo o mundo já fazia isso e as previsões de tempo eram verdadeiramente oscilantes, tanto quanto a economia brasileira.

O reinado dos curtos, brancos, leves, estampados e sensuais parecia realmente não dar conta de tamanho desafio!

Daí eu me fiz a pergunta do que realmente a roupa de verão poderia oferecer de experiência para quem a veste. Bingo, como consultora de imagem que sou bem sei que a resposta não está no mercado e na oferta, mas sim na procura, na vivência do consumidor.

E o que o verão, com calor ou não, na praia ou em qualquer outro canto pode mesmo representar para nós brasileiros é o frescor. Frescor de brisa, de cerveja gelada (vale champanhe para os mais refinados rsrsrs), frescor de tecido levinho, frescor de quem realmente se sente mais livre para abusar de uma estampa, textura, e até para despir-se.

Bingo de novo, o Verão da Entrelinhas Garimpô estava montado e teve tanta, mas tanta inspiração que já eu mesma fico de saudades… (clique aqui para ver a nossa campanha de verão).

Dizem os antigos que a boa elegância é simples, para encontrá-la eu fui lá para as areias de Copacabana, nos anos 1960. É como despir-se dos excessos, ficar mais leve, como o mar!

Captura de Tela 2017-01-31 às 23.16.13

É tirar o excesso e ficar só o essencial, essencialmente Garimpô! Essencialmente, Brigitte Bardot!

Captura de Tela 2017-01-31 às 23.29.23

A liberdade do verão tem muito a ver com a beleza, todas a belezas. Lembrava-me mesmo de uma frase feminista que dizia mais ou menos assim: você não tem que ter o corpo perfeito para o verão, o verão é que tem de ser perfeito para você!

Portanto, nada melhor do que  inspirar-se em muitas curvas, daquela que já foi considerada a mais bela de Ipanema…

 Captura de Tela 2017-01-31 às 23.40.10

Como eu não queria trabalhar somente com estereótipos, fui buscar na fonte, na origem… Os Tropicalistas nos ofereceram as estampas, a brincadeira visual e cultural, mas antes de tudo nos ensinaram a sermos mais livres, mais cool… Caetano era sim uma excelente inspiração!!!

Captura de Tela 2017-02-01 às 11.09.11

Inspirei uma porção de mulheres e sai também impregnada de todos esses frescores… Por isso mesmo que amo o meu trabalho!!!

Beijos!

 (Por Fer Junqueira )

Compartilhe nas Redes SociaisShare on FacebookPin on Pinterest

About Author

entrelinhasconsultoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Ir para o topo